Portal da Prefeitura de Cabo Frio

Cabo Frio celebra Semana Nacional do Meio Ambiente

Por em 01/06/2017
O mês de junho já começa sediando a Semana Nacional do Meio Ambiente, data instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU). O objetivo é chamar atenção para a necessidade de implantar medidas de prevenção a degradação ambiental. Cabo Frio é uma cidade rica em biodiversidade, o que torna o Meio Ambiente uma das prioridades do atual governo.

De acordo com Eduardo Pimenta, Coordenador do Meio Ambiente, as ações promovidas pelo município possuem extrema relevância e contribuem para o desenvolvimento de uma nova educação ambiental:

“São essas atitudes coletivas da sociedade e o poder público que efetivamente vão eleger uma nova forma de pensar e agir, buscando sempre a sustentabilidade”, afirma.

A Coordenadoria do Meio Ambiente promove ações que contribuem para a preservação ambiental, tais como a revitalização do Horto Municipal, com limpeza, reformas e cuidados específicos às espécies nativas para que o local volte a cumprir sua função de abastecer a Prefeitura na reposição e replantio das áreas verdes.

O Projeto Reflorestando os Bairros auxilia na rearborização de praças e espaços públicos, além de doações a associações de moradores. As equipes já distribuíram cerca de 300 mudas nativas, entre elas ipê, pau-brasil, pitanga e flamboyant, nos loteamentos Orla 500, Long Beach, Vila do Sol e Rua 14 no Distrito de Tamoios.

Entre as iniciativas realizadas, a efetiva instalação da Unidade de Policiamento Ambiental (UPAM) na sede do Dormitório das Garças. O parque que foi a primeira unidade ambiental do município estava abandonado e sendo alvo de crimes e vandalismo. A chegada da UPAM marca o início dos trabalhos físicos e estruturais para que o local possa voltar a ser ponto de encontro da juventude, de pesquisa e visitação dos estudantes.

Já na Ilha do Japonês e na Praia do Peró, o projeto de reordenamento consiste na diminuição do número de vagas no estacionamento e disponibilização do ônibus tipo "jardineira" para o transporte dos banhistas. A implantação do serviço de táxi boat, a partir do cais do bairro da Passagem, para o acesso à ilha também fazem parte das medidas de ordenamento.

Em parceria com a Secretaria de Turismo foram desenvolvidas lixeiras ecológicas a partir de pneus usados. As lixeiras são furadas para não acumular água e contam com suporte de madeira de reflorestamento. A expectativa é que 100 unidades sejam confeccionadas até as férias de julho. A Praia do Peró e a Ilha do Japonês receberam prioridade na instalação por serem áreas de proteção ambiental.

Outra ação importante foi a repressão à grilagem de terras e construções ilegais em áreas ambientais, principalmente na APA Pau Brasil e Bacia do Rio São João, paralisando o assoreamento do Rio Gargoá, em Tamoios.     

Além disso, foram realizadas medidas emergenciais de reimplantação da fiscalização de bares e estabelecimentos comerciais visando diminuir a poluição sonora e o uso de equipamentos acima dos decibéis permitidos nos horários determinados.