Portal da Prefeitura de Cabo Frio

Caps AD abre inscrições para oficinas terapêuticas

Por em 13/04/2017
O Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas – Caps AD – está com inscrições abertas para oficinas de música, bijuteria, pintura, geração de renda e de horta suspensa. Elas fazem parte do tratamento terapêutico da unidade e ajudam na recuperação dos dependentes químicos. As atividades são gratuitas e voltadas especificamente para pacientes da unidade. Não há limite de vagas.

As oficinas terapêuticas de música acontecem às segundas-feiras, às 14h. As terças são realizadas oficinas de bijuteria, às 10h, e pintura, às 14h.  As oficinas de geração de renda acontecem às quartas, às 10h, e às sextas, às 14h.  E as de horta suspensa são realizadas às sextas, às 11h.

Às quintas-feiras não acontecem oficinas e nem atendimento para adultos. O acolhimento é exclusivo para crianças e adolescentes, das 8h às 17h. A reunião geral entre as famílias de todos os assistidos e o psicólogo é realizada sempre às sextas, às 10h.

Os interessados em participar das oficinas devem procurar a sede da unidade, que fica na Rua Antônio Duarte Guimarães, nº 17, no bairro Braga, munidos de RG, CPF, Cartão Nacional do SUS (CSN), e comprovante de residência. A unidade funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. 

O Caps AD é um serviço aberto e voltado para o tratamento das questões relacionadas ao uso abusivo de álcool e/outras drogas para adultos. O encaminhamento é realizado por demanda espontânea e/ou por direcionamento da rede municipal (Cras, Criad, escolas, por exemplo). O tratamento pode ser feito de forma individualizada ou coletiva, através de oficinas e grupos terapêuticos. 

“A participação dos pacientes nas oficinas é importante porque é realizado um trabalho de reinserção. Eles são acompanhados por profissionais especializados que trabalham com estratégias no cuidado, interação e socialização”, informou a coordenadora geral do programa de Saúde Mental, Sandra Aquino,

A unidade conta com seis psicólogos, duas técnicas de enfermagem, uma enfermeira, três agentes administrativos, uma auxiliar de serviços gerais e uma médica psiquiátrica. Atualmente, possui 116 pacientes em tratamento. De janeiro a março, a unidade realizou 160 atendimentos psicológicos, 199 atendimentos psiquiátricos, 19 atendimentos de enfermagem, 23 assistidos se inscreveram em oficinas e 20 pessoas tiveram atendimento pela primeira vez.