Portal da Prefeitura de Cabo Frio

Conselho Tutelar apoia o Projeto Mirim Futuro Guardião

Por em 02/05/2017
Noções de primeiros socorros, de prevenção e combate a incêndio, de sobrevivência e resgate na selva, de preservação ambiental, práticas desportivas e auxílio na instrução escolar em geral. Estes são os ensinamentos que recebem os jovens entre 8 e 17 anos que integram o Projeto Futuro Guardião.

A proposta, que tem apoio do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente e da Guarda Civil Municipal, foi idealizada pelo presidente da Associação dos Veteranos Militares AGIA GTMA Alexandre Vieira e começou a ser desenvolvida a partir deste ano na Região dos Lagos pela instituição.

A Associação, também fundada pelo comandante, que tem por objetivo despertar nos veteranos a capacidade individual, o conhecimento, o sentimento do dever, o patriotismo, quer estimular nos jovens adolescentes esses mesmos sentimentos.

Segundo ele, o público-alvo aprende disciplina por orientação dos instrutores e monitores e, à medida que progridem, passam a comandar pequenas equipes, manejar projetos, pensar de forma independente e desenvolver habilidades de liderança que poderão usar ao longo de suas trajetórias na vida adulta.

Os aprendizados básicos respeitam cada faixa etária e em todas as fases eles são submetidos à avaliação de comportamento, aproveitamento, participação nas atividades, desenvolvimento e relacionamento interpessoal. Atualmente o grupo tem 73 inscritos, que se reúnem na Colégio Estadual Miguel Couto, aos sábados, a partir das 8 horas. 

“São importantes ensinamentos como hierarquia, resgate do respeito ao próximo e cidadania. Tudo é feito no projeto com muito zelo e por acreditar na relevância da proposta inscrevi meu filho para participar”, contou Douglas Felizardo, representante do Conselho Tutelar que acompanha o projeto.

Para ingressar no projeto é preciso estar matriculado e estudando na rede de ensino. O candidato deve ser levado ao projeto acompanhado do responsável legal com as devidas documentações (identidade, CPF, certidão de nascimento, cartão de vacina, histórico escolar, comprovante de residência, tipo sanguíneo e atestado médico). A idade máxima para ingressar é de 14 anos.

Após a entrega de documentos, o candidato é submetido à avaliação psico/pedagógica, física e médica. Em seguida, inicia-se o curso de Formação de Guardião Mirim por um período de três meses. Após esse período, é verificada a disponibilidade e aceitação das regras do projeto para que o participante continue no treinamento.