Portal da Prefeitura de Cabo Frio

Prefeito se reúne com sindicatos para negociação de atrasados da gestão anterior

Por em 09/06/2017
O prefeito Marquinho Mendes se reuniu na tarde desta sexta-feira (9) com sindicalistas da Saúde e da Guarda Civil Municipal para tratar dos pagamentos dos salários deixados em atraso pelo governo anterior. Ficou acordado no encontro que a Prefeitura irá apresentar na próxima segunda-feira (12) uma proposta de reparcelamento dos salários de 2015 e 2016 que ainda não foram quitados (veja abaixo o que o atual governo já quitou referente à gestão anterior e as parcelas que ainda serão quitadas). As categorias irão se reunir em assembleias para debater a proposta.

O prefeito Marquinho Mendes frisou que a renegociação não era a primeira opção, mas lembrou que muitas folhas de pagamento, tanto deste ano como da gestão anterior, foram quitadas no período em que a cidade mais arrecada, que é o início do ano, por conta do IPTU, e lembrou também que os recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) ainda estão bloqueados pela Justiça por conta de irregularidades cometidas na gestão anterior, apesar dos esforços que têm sido feitos para promover o desbloqueio.

“Não posso prometer aquilo que não tenho como cumprir. Nossa arrecadação não corresponde à divida que temos. Já avançamos muito em relação às pendências deixadas pelo ex-prefeito, mas, as que ainda restam, estamos nos esforçando ao máximo para honrar. Vamos pagar a todos, mas preciso da colaboração de vocês”, disse o prefeito aos sindicalistas.
 
Na última quinta (8) o prefeito se reuniu com o sindicato da Educação. O setor, que possui verbas exclusivas enviadas pelo Governo Federal, está com os pagamentos mais avançados. Os funcionários concursados receberam inclusive o salário atual dentro da data de vencimento. No entanto, a equiparação dos salários dos professores contratados com os concursados, antiga reivindicação da categoria, inflou ainda mais a folha de pagamento. Por isso, o governo propôs pagar os contratos em vigor, em um primeiro momento, na forma feita anteriormente, e ao final dos contratos fazer uma folha suplementar quitando a diferença, honrando, desta maneira, a equiparação oferecida. O Sindicato dos Profissionais da Educação também irá avaliar esta proposta em assembleia. 

Veja abaixo o que o atual governo já quitou referente à gestão anterior e as parcelas que ainda serão quitadas

O QUE JÁ FOI PAGO

2015
Educação - 1/3 Férias

2016
Educação - Outubro, Novembro, Dezembro e 13º
Administração - Setembro (parcela), Outubro (integral), Novembro (50%)
Guarda - Novembro (parcela) e Dezembro (parcela)
Saúde - Outubro (integral) e Novembro (parcela)
Aposentados - Outubro e Novembro

O QUE FALTA

2015
Educação - dois quintos do 13° de 2015 
Demais servidores - 1/4 do 13° de 2015

2016
Educação - Nada
Guarda - 13° de 2016 
Administração e Saúde - 50% do salário de novembro, salário de dezembro de 2016 e 13° de 2016
Aposentados - Dezembro de 2016 e 13º de 2016