Portal da Prefeitura de Cabo Frio

Prefeitura faz ação no Centro Hípico de Tamoios

Por em 09/06/2017
Agentes das coordenadorias de Meio Ambiente e Assuntos Fundiários estiveram, na tarde desta quinta-feira (8), na localidade conhecida como Centro Hípico, em Tamoios, mais precisamente, na Rua da Torre, onde cumpriram determinações do Ministério Público Estadual, relacionadas às construções sob a linha de transmissão de energia elétrica, que passa sobre o local.

Segundo o Ministério Público, as casas com moradores devem ser notificadas para que desocupem o imóvel e as construções novas devem ser demolidas. Na ação, os agentes notificaram os moradores para que deixem o local e demoliram um muro e uma casa em início de construção.

Vale lembrar que é proibida por Lei a construção sob e ao redor de linhas de transmissão de energia, devendo ser respeitado um raio de 150 metros de distância.  Além disso, toda a área abrangida pela ação da prefeitura faz parte da APA da Bacia do Rio São João.

Segundo o secretário de Desenvolvimento de Cabo Frio, Cláudio Bastos, há urgência nessas ações, pois a situação coloca vidas em risco: “ O risco dessas pessoas é o risco à vida. Essa linha de transmissão oferece perigo concreto a todas essas famílias. Além disso, a cidade de um modo geral corre o risco de ter um apagão por conta da colocação dessas pessoas em local inadequado. O poder público falhou porque deixou este assentamento se consolidar no passado, agora, vamos cumprir as orientações do MP e reordenar a cidade”, afirmou.

Nas imediações do local, os agentes da prefeitura encontram, na APA Pau Brasil, uma cerca ilegal e um quiosque precário às margens do Rio São João.  As duas intervenções irregulares foram demolidas.

Para o coordenador do Meio Ambiente, Eduardo Pimenta, a cidade só tem a ganhar com essa postura assumida pela prefeitura: “Essas ações de ordenamento, podem parecer até cruéis, num primeiro momento, pois estamos tratando com pessoas, com moradores, mas, além de protegê-las de perigos que elas nem se dão conta, estamos cuidando do nosso maior patrimônio, que é o Meio Ambiente”, finalizou o coordenador.