Portal da Prefeitura de Cabo Frio

Secretária de Educação se reúne com pais de alunos que estudavam em prédios alugados

Por em 07/02/2017
A secretária de Educação de Cabo Frio, Laura Barreto, vem participando de reuniões ao longo da semana com pais e responsáveis de alunos que estudavam em escolas que funcionavam em prédios alugados. Os estudantes estão sendo remanejados após os prédios alugados serem devolvidos para contenção de gastos. De acordo com a Secretaria de Educação, a devolução de 6 imóveis alugados, entre eles 3 em que funcionavam escolas municipais, irá representar uma economia mensal de R$ 30 mil. 

As unidades que funcionavam em prédios alugados eram a Escola Municipal Professora Iara Coutinho, a Escola Municipal do Peró e a Escola Municipal do Braga. Tanto os alunos como os professores e funcionários estatutários estão sendo remanejados para unidades próximas. Nesta terça (7) a reunião foi com o pessoal da Escola Municipal do Braga. Os pais de alunos da Escola Professora Iara Coutinho tiveram a conversa na última sexta (3). Já a comunidade da Escola Municipal do Peró teve a reunião no último dia 1º.

"As mudanças foram definidas após análise da estrutura dos prédios alugados, que não estão em boas condições físicas, além de estarem com vários meses de alugueis atrasados e não atenderem à determinação do FUNDEB referente ao número de alunos por professor em sala de aula", esclareceu Laura Barreto.

Nos três encontros, os pais e responsáveis ouviram as informações e tiveram a oportunidade de sanar dúvidas e exprimirem suas preferências quanto às escolas onde os estudantes serão matriculados. A equipe técnico-pedagógica da Educação sugeriu que os alunos da Escola Municipal do Peró sejam realocados na Escola Municipal Evaldo Salles, prédio bem próximo da unidade. Já os alunos da Escola Municipal do Braga e da Escola Professora Iara Coutinho podem ir, respectivamente, para a Escola Municipal de São Cristóvão e a Escola Municipal Domingos Gouvêa, localizadas em bairros onde moram a maior parte das famílias atendidas.

Caso não aceitem as sugestões, os pais e responsáveis terão a liberdade de escolherem, dentre as unidades escolares da rede municipal de ensino de Cabo Frio, onde pretendem matricular seus filhos.